Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Casamento a chegar... ou não!

por Uma Família Dramática, em 29.09.14

A minha ausência, que se calhar nem foi sentida, deve-se ao facto de eu ter casamento e baptizado da Matilde, marcados para Abril do próximo ano e andar uma pilha de nervos. São tantas coisas para organizar, decidir, planear. Meu deus! Eu sei que ainda falta imenso tempo mas eu sinto que ainda me falta fazer tudo. E os preços? É tudo tão caro. Até o mais pequeno detalhe, custa uma fortuna! É desesperante. No fim, tudo vai valer apena!

publicado às 16:54


3 comentários

De Mamã a 29.09.2014 às 17:20

Uma sugestão?
O que puder fazer, faça você mesma.

Quando casei fomos nós que fizemos os convites; os mimos aos convidados foram um presente de casamento de um primo do meu marido que tinha uma gráfica e nos fez um cartão de agradecimento com a nossa morada, a agradecer terem estado presentes e a convidar as pessoas a visitar-nos...

Veja quem quer convidar e se tem alguém nalgum sector que lhe possa oferecer de presente de casamento / batizado da Matilde algumas das coisas de que necessita.

Ah, e não se esqueça da regra básica para que tudo corra bem: KISS - Keep It Simple and Stupid (que é como quem diz... quanto mais simples e parvo melhor, porque até dá para inovar).

Também sei de um atelier onde pode mandar fazer sapatos, por 50 ou 60 euros (eu acho carote, mas escolhe os que quer, como quer e da cor que quer)... Mas como não sei ainda onde fica nem sei de onde vcs são, vou ficar calada....

No mais... Já sabe: pergunte que eu respondo. No que puder ajudar....

De Uma Família Dramática a 29.09.2014 às 17:35

Concordo totalmente. Quando marcamos o casamento, decidimos logo que queríamos poupar o mais possível e que o que desse para fazer em casa, seria feito.
Os nossos convites estão a ser feitos pelas minhas duas grandes e melhores amigas, que tiraram licenciatura em Design e Multimédia e estão agora no mestrado em Design. As lembranças encontramos num site que faz coisas giras e baratinhas. A quinta ficou encarregue de tratar da decoração do espaço, marcadores de mesa, ementas, etc, tudo de acordo com o nosso gosto. Tenho uma amiga que tem imenso jeito com trabalhos manuais que nos está a fazer os cones para o arroz, caixinha com cartões (substituta do livro de honra) e as cestas para as lembranças. No entanto, há tantos outros pormenores que são tão caros. E apesar de ser um dia especial, é só um dia. E tantos milhares de eurinhos que ficam por lá perdidos.

De Mamã a 30.09.2014 às 10:59

Boa!!!!

Pensa assim: são muitos milhares de eurinhos, é verdade.
Mas vais querer que seja o vosso DIA ou que seja o vosso MEIO DIA??
Dentro do teu orçamento, escolhe o que realmente queres e sem remorsos...

Se assim não tivesse sido, eu ainda hoje - passados 12 anos - andava a chorar o dinheiro do bouquet... Mas verdade seja dita que ainda o tenho, bem seco e bonito, na entrada de casa.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

2014